• Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
eubai_001_logo_00h_f.png

© 2015 por Eu, Bailarina. Criado com Wix.com

  • Thiana Calmon

Medo do ridículo


Quem não tem medo do ridículo? Bom, é complicado tentar explicar o que seria ridículo. Só sei que esse medo me faz travar muitas vezes.

Quando comecei as aulas de ballet (e percebi que isso acontece com muitas pessoas que começam o ballet mais tarde) morria de vergonha de usar um collant com meia e saia. Achava que por não saber dançar ficaria ridícula usando essa roupa tão tradicional para aulas de ballet. Era como se eu não tivesse o direito de me vestir assim, afinal quem eu pensava que era? "Uma pessoa com quase 30 anos se achando bailarina, que ridículo!", era o que uma vozinha na minha mente falava.

O tempo passou e eu percebi que as leggings atrapalhavam alguns movimentos, então comecei a usar short com meia, top e uma camiseta por cima. Depois tomei coragem e comprei um collant, depois uma saia e o medo de passar ridículo foi diminuindo.

Hoje esse medo passou? Claro que não, só mudou o foco. Esses dias em aula percebi que não me soltava ou tentava dançar mais com medo do ridículo. De novo aquela vozinha me perguntava: "Quem você pensa que é para tentar saltar desse jeito? Você não vai conseguir". E quer saber? Resolvi teimar com essa voz, e daí se o movimento não será perfeito? E daí se eu fizer feio? Não estou tentando aprender? Esse medo de não conseguir me atrapalha diariamente, até que de repente eu consigo e vejo que é pura besteira. Esse tal de ridículo, essa vozinha, tenho que aprender a ignorar.

É preciso arriscar para melhorar, tentar saltar o mais alto que puder, parar de temer uma pirueta. E daí se for ridículo, e daí se for errado? Essa será uma ótima oportunidade de corrigir e aprender.

#balletadulto #medo

79 visualizações