• Thiana Calmon

10 dicas para perder o medo do ballet adulto


Eu e a Bárbara Menezes que também é uma bailarina adulta e tem um canal incrível (veja aqui) resolvemos esclarecer alguns mitos sobre o ballet adulto iniciante para você perder o medo de começar!

Antes de tocar em qualquer assunto, sim é possível começar a fazer ballet depois de adulto nós estamos aqui para provar isso! :)

1 - Alongamento

Uma das coisas que eu mais escuto quando incentivo alguém a começar a fazer ballet é: "Não sou flexível". Bom, eu também não era e ainda não tenho o alongamento que gostaria mas isso não impede que eu dance ou faça aulas ou que possa começar a dançar nas pontas.

O alongamento é conquistado com treino diariamente, nas aulas ou em casa, alongando todos os dias um pouquinho, respeitando os limites do seu corpo para não se machucar.

Algumas pessoas tem o corpo naturalmente mais flexível e alongado mesmo sem nunca ter feito ballet então não se compare com outros alunos e nem se prive de fazer aulas de ballet por achar que seu alongamento não é o suficiente. É suficiente para começar! Me aprofundei um pouco mais sobre o assunto nesse post.

2 - Preciso usar cor de rosa? O que vestir?

Não precisa se você não quiser, algumas escolas exigem uniforme mas a maioria permite que você use as roupas que se sentir mais confortável. Vale observar algumas regras quanto ao uso de sapatilhas e coques no cabelo. Quando comecei só usava leggins e camisetas, mas descobri que o trio collant + meia + saia são muito mais confortáveis para dançar. Veja algumas dicas aqui.

3 - A família e amigos costumam apoiar

Posso falar sobre minha experiência e das pessoas que conheço. A maioria sim, minha família (marido, pai, mãe, irmã) e amigos sempre vão me assisitir nas apresentações de fim de ano, respeitam minha ausência por causa dos ensaios e incentivam essa minha paixão pelo ballet porque eles sabem o quanto isso me faz feliz.

O importante é que sua família entenda que o ballet para você não é apenas uma atividade física ou um simples hobby, e sim algo que te faz muito bem. No início as pessoas podem estranhar um pouco mas com o tempo elas começam a entender que não existe problema nenhum em começar a fazer ballet depois de adulto. O mais difícil para nós adultas, com família e trabalho é encontrar o equilíbrio entre as demandas da vida e nossa necessidade de estar na sala de aula.

4 - Se a família não apoiar, você vai fazer amizades no ballet

Você vai fazer grandes amizades durante as aulas. É incrível encontrar outras pessoas com os mesmos objetivos e vontades. Nas turmas de ballet adulto, principalmente iniciantes, tem pouca vaidade, pouco ego, ninguém quer ser melhor que você, estão todos preocupados em fazer melhor por si mesmo e não pelo outro. Hoje tenho amigas muito queridas que conheci fazendo plié. As amizades que tenho hoje são presentes que o ballet me deu.

5 - Você não precisa se apresentar no fim do ano se não quiser

A apresentação de fim de ano representa o encerramento de um ciclo de aprendizado, conseguimos mostrar no palco nossa evolução. É uma experiência incrível, mas nem todas as pessoas tem esse desejo, algumas não conseguem nem pensar nisso, ás vezes a questão financeira pesa porque precisa pagar taxa de espetáculo e figurino. Então se você acha que será uma obrigatoriedade saiba que não é! Você só participa se quiser e poderá continuar fazendo as aulas normalmente. Mas se eu puder deixar um conselho, dance! Veja aqui como foi minha primeira apresentação e quem sabe se inspirar para a próxima :)

Eu disse 10 dicas? Confira as outras 5 no vídeo da Bárbara! Se não conhecem o canal, não deixem de se inscrever, só dicas ótimas sobre ballet adulto!

#balletclassico #balletadulto

2,290 visualizações
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
eubai_001_logo_00h_f.png

© 2015 por Eu, Bailarina. Criado com Wix.com