• Thiana Calmon

Desafios do Ballet Adulto - Cap II

Segundo capítulo da série “Desafios do Ballet Adulto”!


Sabemos que para começar é necessário uma boa dose de coragem, então aqui estão 8 dicas para quem está começando do zero!




1 - Encontre um lugar que tenha aulas para adultos iniciantes, peça para fazer aula experimental

Durante a aula experimental você vai descobrir se você vai se identificar com o local, professor e com a turma. É essencial que você se sinta bem e acolhida.


2 - Se está começando on-line procure uma escola ou professor que esteja oferecendo aulas pra quem nunca fez ballet

Muito importante se você é iniciante: entenda que nada substitui a aula presencial, mas tendo o online como opção tenha cuidado em escolher bem o profissional. Pesquise o material, peça para experimentar uma aula e busque uma aula onde o professor possa te corrigir, ou seja, é preciso que o professor consiga te ver de corpo inteiro e que a turma não seja muito cheia. Aulas gravadas são uma opção para quem não tem horário certo, mas não é indicado para iniciantes já que não existe a possibilidade de correção. Muito cuidado também com promessas de evolução rápida. Nada é rápido quando se trata de corpo, dança e arte!


3 - Não tente por conta própria sem orientação para não adquirir vícios

Quando começamos algo sem a devida orientação, corremos o risco de adquirir maus hábitos. É muito importante que iniciantes tenham supervisão de um profissional.


4 - Se você ainda não se sente à vontade não precisa usar collant, meia e saia.

A vestimenta correta ajuda a entrar no clima para a aula, também ajuda na execução dos movimentos e correção do professor. Mas não é obrigatório na maior parte das turmas para adultos, se você não se sente bem Use roupas confortáveis e que possibilitem que o professor veja suas pernas e postura. Cada aluna tem seu tempo e processo quando entra nas aulas de ballet.


5 - Invista em uma boa sapatilha de meia ponta

Seus pés tem um grande trabalho pela frente! Procure uma boa sapatilha, que não aperte seus dedos, que você se sinta confortável, que possibilite a articulação dos pés e dedos. Na dúvida pesquise, peça sugestões de quem já faz ballet.


6 - Não tenha medo, você pode começar

"Será que o ballet é para mim?" Essa é a maior das perguntas! E porque não seria? Não estamos falando aqui do ballet profissional, de bailarinos de alta performance. Estamos falando da técnica de ballet clássico ensinada a quem quer aprender, quem quer experimentar essa arte em seu corpo, se sentir bailarina sim, sem pudores. É possível.

7 - Ao começar, não se compare

Sempre vai ter alguém mais flexível, alguém com uma habilidade natural, alguém que já dançou. Não se compare, cada corpo em sala da aula (presencial ou online) tem sua própria história de vida que influenciam nessa jornada. Comemore cada pequena evolução como uma conquista pessoal.


8 - Busque inspirações reais e aproveite! A dança pode ser para todos

Cuidado com "inspirações" que só te colocam para baixo. Busque pessoas que te inspiram de verdade, que você admire. Lembre-se que o que vemos nas redes sociais é apenas um recorte da realidade.


Aproveite a jornada! Divirta-se!

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo