• Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
eubai_001_logo_00h_f.png

© 2015 por Eu, Bailarina. Criado com Wix.com

  • Thiana Calmon

Reflexão sobre o ballet adulto

Atualizado: Mar 28

O tule, o cor de rosa e a sapatilha são elementos que fazem parte do imaginário do ballet. Assim como esforço, perfeccionismo, técnica.

Com isso em mente comecei a pensar: como inserir um adulto iniciante nesse universo? Como viver o ballet, ou a dança de forma artística e real e não apenas de estereótipos? Como fazer um aluno dançar e vivenciar no seu corpo o ballet mesmo que não chegue ao nível avançado ou de técnica exigidos para festivais?

Não tenho respostas, mas tenho esperança quando vejo um professor preocupado em passar o que sabe e no desenvolvimento do aluno, independente se a perna está a 45 ou 90 graus. Independente da quantidade de piruetas que aquele aluno vai conseguir fazer, independente se o aluno tem 18, 30, 50 ou 60 anos.




0 visualização